Oferta pedido

Armazenar peras

Em todo o mundo, são produzidas cerca de 16 milhões de peras por ano, o que representa 4,2% do total de produção mundial de fruta. As peras são essencialmente produzidas em zonas de clima moderado, em todo o mundo. Durante o período de floração, a flor da pereira não é muito resistente às noites geladas.

Colheita de peras

A altura da colheita é extremamente importante, relativamente às opções posteriores para as peras. O armazenamento de longa duração requer que as peras sejam colhidas antes do início do processo de maturação. Se as peras forem colhidas demasiado cedo, isso irá representar uma perda do peso da fruta, uma vez que a pera numa fase posterior, cresce em diâmetro. Também tem consequências na qualidade. As peras que são colhidas demasiado cedo poderão não amadurecer de todo. Além disso, existe o risco de a pera perder totalmente a qualidade como resultado da perda excessiva de humidade, e, por conseguinte, tornando-se amolecer à volta do pedúnculo. As peras também não podem ser deixadas a amadurecer na árvore (com exceção da variedade Ya Li), uma vez que podem tornar-se farinhentas e granulosas.

Armazenamento de peras com (CA) Atmosfera controlada / (ULO) Ultra low oxygen

As peras são armazenadas em câmaras frigoríficas e em câmaras de AC. Permanecem em boas condições a temperaturas entre -1 e 0 ºC, conforme a variedade. De modo a minimizar a perda de humidade, as peras devem ser armazenadas em condições de humidade atmosférica de 90-95%. Geralmente, as peras respondem muito bem a uma redução de O2, mas menos bem a um aumento de CO2. O aumento do nível de CO2, combinado com uma colheita tardia pode levar a um aumento da suscetibilidade a perda de qualidade da fruta. O conselho é então manter o teor de CO2 a um máximo de 0,7%, para a maioria das variedades de peras. As peras produzem muito pouco etileno desde que não estejam a amadurecer. Contudo, são muito sensíveis ao etileno, o que irá desencadear o processo de maturação. Através do armazenamento com AC/ULO, a produção de etileno é drasticamente reduzida e as peras tornam-se menos suscetíveis a essa substância. Deste modo, a utilização de conversores de etileno durante o armazenamento da pera é incomum.

A nossa solução para o armazenamento de peras


Optimum storage conditions for different pear varieties

The optimum storage conditions for pears depend on the variety, harvesting moment, regions, location of orchard, etc. The advice below concerns general storage conditions that are scientifically recommended but they are not specific for a particular region. It is, therefore, only an indication and no rights can be derived from this information. Ask a local university or research body for further advice.

 

Pear variety

Temp.
ºC

Rel. Humidity
%

C.A.
%

Storage time

Bartlett

-1 – 0 

90 – 95 

1,5 - 2,0 O2
1,0 - 5,0 CO2 

3 months (cooled air) 
3 - 5 months (ULO)

Bartlett: CA significantly reduces discolouration and the development of Scald and rot.

Conference

-0,8 

90 – 95

1.5 - 4,0 O2
0.5 - 4.0 CO2 
For NL:
3,0 O2
< 0,7 CO2 

5,5 months (cooled air)
6 - 8 months (ULO)

Conference: temperatures must be lowered gradually. For The Netherlands, the advice is to only modify the oxygen level 3 weeks after cooling has begun. The advised concentrations vary greatly. Ask for local advice.

Doyenne du Comice

0 - 1 

90 - 95

1,5 - 4,0 O2
0,5 - 4,0 CO2
For NL:
3,0 O2
< 0,7 CO2

1 - 7 months (cooled air)
8 - 11 months (ULO)

Doyenne du Comice: temperatures must be lowered gradually. For The Netherlands, the advice is to only modify the oxygen level 3 weeks after cooling has begun. The advised concentrations vary greatly. Ask for local advice.

Nashi / Ya Li;

0 – 1 

90 – 95 

To be determined locally

Nashi Nijiseiki

0 – 1 

90 – 95 

To be determined locally

 


 
contact-plane

Obrigado por sua mensagem